O Blog da OBr

Inovação - Internacionalização - Aceleração

Entrevista: André Lara Resende do Baanko Challenge – Um Evento Social

OBr: Como e por que nasceu esse projeto?

André: Tenho com amigos uma ONG chamada Um Pé de Biblioteca (www.umpedebilbioteca.org) desde 2002, e ao apoiar e criar essa oNG, vi que outras ONGs bacanas precisam somente de um apoio de gestão, que temos fortemente em grandes empresas multinacionais que trabalhei. Com isso comecei a me voluntariar em outras ONGs para ajudar na reestruturação e potencialização dos resultados e impactos sociais, e tive bons retornos, com isso idealizei o evento com o intuito de ajudar ONGs a profissionalizarem os trabalhos e também a levar para pequenas e médias empresas a noção de que social é legal, que apoiar projetos nas comunidades onde atuam é essencial. Por isso usamos o hashtag #SocialehLegal

André Lara ResendeOBr: Quem é o fundador desse projeto?

André: Sou o idealizador e fundador, com o apoio de vários parceiros e voluntários.

OBr: Qual é o objetivo desse evento social?

André: Multiplicar impactos sociais, potencializar projetos sociais bacanas, profissionalizar ONGs e incluir na rotina de pequenas e médias empresas o cunho social.

OBr: Por que você se uniu ao projeto?

André: Como disse sou o fundador, sugeriria mudar a pergunta para “Porque empresas se aderem ao projeto” – Damos muito valor a parcerias, mas queremos mesmo é envolver cada vez mais grandes e pequenos parceiros em prol de se doar, de fazer diferença com seu know-how, complementando ao faturamento o ganho com geração de impactos sociais.

OBr: Você já conseguiu mudar alguma coisa na sociedade?

André: O projeto teve sua primeira edição em BH em maio de 2014, e geramos muitos impactos, empresas surgiram do evento, o trabalho de voluntários criou o site www.seuprojetosocial.org em prol de levantar projetos sociais bacanas e ter mais dados sobre o ambiente no Brasil (Hoje usamos o site como pré-requisito para inscrição nos eventos). Além disso os parceiros, voluntários, participantes, Negócios Sociais e Startups Sociais do pitch e ONGs se movimentam muito sempre mudando seu ambiente e dando passos importantes para geração de impacto social, e é isso que nos move, temos vários feedbacks após o evento sobre pessoas e entidades que conseguiram revolucionar a área onde atuam, e isso nos faz feliz!

OBr: Como funciona esse evento e quem pode participar?

André: Todo mundo pode, o evento é totalmente gratuito e com o intuito de dar acessibilidade, Negócios Sociais e Startups Sociais se inscrevem para o Pitch, apresentação de 4 minutos para uma banca de peso composta por nossos parceiros com premiações no final, ONGs se inscrevem para o desafio, voluntários se inscrevem para organizar o evento, participantes se inscrevem para se voluntariar junto com as ONGs no desafio, Parceiros se inscrevem para linkar sua marca com o social e para ajudar a gerar mais impacto, ou seja, todos se movimentam e participam!

OBr: Que tipo de projetos podem ser apresentados?

André: Nosso pré-requisito básico é que empresas com o cunho social forte se apresentem, que além de buscarem a autossustentabilidade, busquem gerar impactos sociais e o reinvestimento dos lucros em mais apoios sociais, queremos ajudar essas empresas a sairem do papel e crescerem a fim de aumentar os impactos gerados.

OBr: Em que cidades do Brasil vai acontecer?

André: Já fizemos em BH e agora no RJ. Estamos organizando para 2015 a versão de SP, a segunda versão de BH e RJ, além de conversas para levar para Curitiba, Manaus, Brasília, Recife, Salvador, Fortaleza, Cuiabá, Vitória, Criciúma e Porto Alegre. Nosso modelo é firmar parcerias fortes, conseguir espaço gratuito e organizadores para multiplicar o evento, quem quiser pode entrar, se tem uma empresa e quer organizar na sua cidade, basta enviar um email para challenge@baanko.com com o que tem de parceria, o espaço para no mínimo 100 pessoas para iniciarmos o processo de avaliação.