O Blog da OBr

Inovação - Internacionalização - Aceleração

Mentores: onde, como e por quê?

É estimado que 9 entre 10 startups fracassam. As principais razões para isso são: produto desnecessário para o mercado, falta de dinheiro, o time errado e a falta de modelo de negócio. Todos esses fatores podem ser evitados se sua startup receber apoio de bons mentores.

Levando em consideração que startups são empresas embrionárias que dispõem de pouco dinheiro e precisam de bons profissionais para crescer, o mentor se torna um personagem muito importante nesse processo de desenvolvimento.

Jeremy Musighi é americano e já tem duas startups consolidadas, a Revenue.com e a meshnet LA. Hoje ele trabalha em seu 3º empreendimento e destaca a importância da mentoria. “A mentoria é muito importante porque os empreendedores recebem ajuda de profissionais experientes e especializados. Normalmente não poderíamos pagar pelos altos salários. Nas minhas startups, alguns mentores recebem uma pequena porcentagem da empresa e outros fazem o trabalho de graça”, conta.

No caso da Revenue.com, startup especializada em marketing, os mentores atuam nas áreas de estratégia, recrutamento de funcionários e levantamento de fundos. A Revenue.com conseguiu mentores de grandes empresas como Don Dodge, da Google.

Perguntamos às pessoas que conhecíamos sobre possíveis mentores, também fizemos nossa própria pesquisa. Procuramos quem eram os melhores na área que precisávamos e tentamos contatá-los por e-mail e mídias sociais. Fizemos pitches e alguns se interessaram”, lembra Jeremy.

Segundo o empreendedor serial no Vale do Silício Damon Danielson, ter um bom mentor é uma maneira efetiva para os empreendedores de startups aprenderem e crescerem mais rápido. Os mentores também minimizam problemas comuns da construção de um negócio, criando e manejando um time.

Um mentor com experiências de sucesso no mundo das startups também pode te ajudar a pensar quem será o seu cliente, e como você poderá vender seu produto para ele. Isso é muito importante porque a maioria das startups estão focadas em construir um produto”, afirma Damon.

Atualmente, Damon Danielson tem apenas um mentor. “Me comunico com ele algumas vezes por ano, ele é expert em marketing social e desenvolvimento de produto. Essa área muda tão rapidamente que eu aprecio a ajuda de pessoas inteligentes e especializadas no assunto”, conta.

Onde procurar por um mentor?

Ainda para Danielson, encontrar mentores se tornou mais fácil nos dias de hoje. As aceleradoras e incubadoras dispõem bons profissionais especializados no processo de criação de negócios.

Os melhores mentores são aqueles que estão dispostos a olhar com profundidade para o seu negócio, que disponibilizam tempo para ajudá-lo a resolver problemas e achar oportunidades”, afirma.

As aceleradoras e incubadoras são muito importantes no processo de crescimento e consolidação de uma startup. Elas têm equipes de mentores especializados e com experiência de mercado. E são uma ótima opção para as startups que não podem gastar muito dinheiro contratando funcionários do mesmo nível. Eventos e encontros de startups e aceleradoras também são importantes para achar mentores.

A internet também é um ótimo meio de encontrar mentores. Hoje em dia existem plataformas como o MentorCloud que trabalham especificamente com mentoria digital.

Outra forma de encontrar e se comunicar com mentores é pelas redes sociais. No artigo de Sarah Diamond, Gerente Geral da IBM, esse novo meio de mentoria se tornou muito eficaz. É claro que os encontros cara-a-cara são mais efetivos, mas o novo empreendedor precisa saber usar as novas tecnologias a seu favor. Segundo ela, essas novas tecnologias estão aprofundando o relacionamento humano, maximizando a coletividade e mostrando novos meios de colaboração.

— Escrito por Juliana Rangel